e alguns pensamentos...

Pages

sexta-feira, 18 de abril de 2008


Já Foi



Deixei você de lado, para viver um pouco mais minha vida.
Isso mesmo !!! não vivo mais para sua vida, não faço as coisas que você gosta, não vou mais usar perfume de lavanda nem aquele brinco de bolinhas que você adora, não vou escutar suas musicas preferidas nem ler seus livros favoritos, só pra termos algo em comum.

Vou viver um pouco mais pra mim, prós meus gostos, não vou mais esconder minhas manias e chatices pra você achar que vou perfeita.

Não, não estou revoltada ou coisa assim, apenas conseguir ser feliz sem você. Conseguir tirar você de alguns dos meus fim de semana, mas não foi só isso to tirando você dos meus sonhos, desejos e planos.

Não pense também que deixei de te amar, pois isso é praticamente impossível, só que cansei de amores platônicos, sonhar e nunca realizar, lutar e nunca vence. Aprendi a deixar o amor que sinto por ti escondido, e quase esquecido em um lugar pequeno no meu coração de menina. Mas mesmo assim ainda te amo, afinal não se deixa que amar com um simples chau.

Não fique com medo de me perde, afinal ainda não imagino minha vida longe da sua, e você também não saberia viver sem essa atrapalhada do seu lado.

Sentireis falta sim, das ligações diárias, dos botecos aos domingos, dos passeios de mãos dadas e de tudo de bom que você me trás quando estamos juntos.

Mas agora me sinto livre, pra fazer o que quero, sem ter medo de agradar você ou não, sinto livre para amar, me apaixonar de corpo e alma.

Deixei de ser refém desse amor, a aos poucos foi se tornado obsessão.

Conseguir virar o jogo ser dona do meu destino.

A cada dia escrevo novas paginas da minha vida , e seu nome está cada vez mais raro nelas.
____________

Eu sempre acreditei muito em nós dois
Primeiro em você, depois em mim...
Éramos nós

Eu sempre quis fazer a minha parte
Mas você não faz mais parte
Da metade de nós dois


Já Foi

Vou cuidar
De mim
Quer saber?
Eu quero alguém pra dividir
Gostar de quem gosta de mim

( já foi - jota quest )
8

terça-feira, 8 de abril de 2008


° resposta °


Um dia eu prometo responder todos esses porquês que ficaram sem respostas esse tempo todo. Prometo me abrir de corpo e alma, dizer tudo aquilo o que você sempre esperou ouvir da minha boca, em vão.


Talvez eu não lhe deva explicações alguma, depois de tudo, mas algo aqui dentro me cobra em saciar essa sua sede por compreensão, sede que eu nunca consegui matar, e por mais que eu quisesse, você não entenderia ou eu não queria que entendesse, já que me encontrava perdida no meio de tantos sentimentos confusos.


Eu via em seus olhos um desespero maior que o meu. Eu sei que você tentou. Eu sentia em cada abraço suas tentativas, seu medo em me perder e talvez seja por isso que eu não tenha coragem de te culpar do nosso fracasso em continuar sendo o casal-de-algo-mais-que-amigos, porque lá no fundo eu sei que não foi você o único culpado, e é por isso que eu evito pensar na hipótese de um outro final para a nossa história.


Confesso não ser alguém fácil de se entender, confesso que por muitas vezes nem eu me entendo, mas confesso também que esperava algo mais da sua parte, e expectativas demais sempre acabam atrapalhando.


Eu pude crescer em cima de cada um de nossos erros. Quando olho para trás consigo ver as pegadas deixadas e tudo o que foi percorrido. É por isso que agradeço todos os dias por ter chegado até aqui, porque sei que não foi nada fácil, porque a cada passo um medo era superado e uma dor deixada para trás.



Aprendi muito com tudo isso, mais do que se pode aprender na escola, mas ainda tenho a impressão de que você continua aí, parado no mesmo lugar, imóvel. Azar o seu, pois regredir definitivamente não é a minha intenção.


Não pense que eu ainda sinto algo por ti. Todo aquele amor eu deixei por aí, num lugar qualquer, que de tão importante eu nem me lembro mais.


Sem ressentimentos, sem qualquer tipo de mágoa, mas por enquanto, eu ainda prefiro você distante, só gostaria que soubesse que hoje tenho todas as respostas guardadas dentro de uma caixa velha de sapatos, que espero conseguir entregá-la a você antes que seja tarde. Antes que ela se desgaste e acabe rasgando, deixando as respostas perdidas por aí, perdidas em um passado que não vai mais voltar.


______________________________________________


O que me dá raiva não é o que você fez de errado
Seus muitos defeitos nem você ter me deixado
Nem seu jeito fútil de falar da vida alheia
Nem o que eu não vivi aprisionado em sua teia
O que me dá raiva são as flores e os dias de sol
E cada beijo teu e o que eu tinha sonhado pra nós
São seus olhos e mãos e seu abraço protetor
É o que vai me faltar

(
50 Receitas - Composição: Frejat / Leoni )

__________________________________

Moniquinha*
7

terça-feira, 1 de abril de 2008


- auto retrato -


Menina, mulher delicada mas muito determinada
Sempre atrapalhada, mas as vezes até engraçada.
Paciente, faz te tudo para ver todo mundo contente
Secretaria, estudante buscando aprender e na vida vencer

Já caio, chorou, e a cara quebrou

Mas sempre levantou e em Deus sempre confiou

Tem uma família mais que diferente
Pai brincalhão, mãe e irmãs confidentes
Em qualquer lugar com os amigos gosta de estar

Conversando, rindo e até aprontando
Na Balada, no barzinho no cinema ou no parquinho.
Um amor quer encontrar, e com isso vive a sonhar
Essa sou eu Monica Souza”,
Menina que acredita em sorrisos sinceros

Olhares apaixonados e em momentos eternos.
_____________________________

Sou fera, sou bicho, sou anjo e sou mulher
Sou minha mãe e minha filha,
Minha irmã, minha menina
Mas sou minha, só minha e não de quem quiser
Sou Deus, tua deusa, meu amor .....

(1º de Julho - Cássia Eller )


***********************************************************

Desafio !!!

Faço um desafio para os leitores deste blog.
Que em apenas alguns versos vocês consiga se definir e falar de sua vida.
Desafio lançado... Quem começa????

Beijinhus*
Moniquinha
8