e alguns pensamentos...

Pages

domingo, 27 de janeiro de 2008


Apenas em uma noite...



Tudo estava indo bem, bem o suficiente para ela conseguir sorrir sem culpa sem medo, ela estava começando acreditar que tudo aquilo que ela viveu um tempo atrás tinha passar toda aquela aflição de não saber onde ele estava o que estava fazendo se estava penssando nela ou não, toda a angústia de ver ele com outras e agir com naturalidade, afinal ela não tinha motivo de sentir ciúmes, todas as noites que passavam juntos era apenas uma noite, no dia seguinte voltariam a serem apenas grandes amigos.

E isso tudo estava sim passado, junto com um ano que começava estava surgindo pra ela um novo coração, um coração com esperanças de novos amores de novas paixões e de novas loucuras, finalmente ela acreditava que poderia ser feliz sem ele, e ela realmente estava.

Mas em apenas uma noite todas as certezas dela se foram, se foram juntos com os sorrisos com as esperanças, em apenas uma noite toda aquela aflição angustia voltou a tona, mas por que se tudo estava tão bem, nem ela nem ninguém vão conseguir explicar o que se passa naquele coração cheio de duvidas, mas em meio dessas duvidas ela ainda tinha uma certeza, a certeza que ele ainda mora no coração dela em um lugar escondido.

Naquela noite o seu sorriso se foi, ela fingiu que estava tudo bem, fingiu que aquilo não á afetava, que o fato dele não conseguir ficar apenas uma noite ao lado dela seria algo normal, mas não era isto que ela sentia, e dessa vez não seria diferente ele tinha que arrumar mais uma pra passar a noite, ele tinha que ignorar o que ela sentia...

E foi quando ela o observou com essa outra, e com isso ela percebeu que tudo não estava bem como ela imaginava, e mesmo assim ela era obrigada a dançar e tinha dançar sorrindo, engolir o seu soluço o seu choro o seu grito e mais uma vez ela soube representar muito bem, fez todos acreditar que ela era a guria mais feliz daquela festa, mas não conseguiu enganar ele, pois quando seus olhares se cruzaram ele podia ver além dos olhos dela, ele podia ver o sofrimento de sua alma, e a única coisa que ele prometeu foi que ele ainda ia fazê-la feliz, mas o que ele não sabia é não teria a próxima vez.

Ela se retirou da festa, foi pra seu canto onde podia ser o que realmente ela era, onde não tivesse que fingi falsos sorrisos, onde pudesse curar um pouco a dor daquela noite.

Agora ela sabe que não está tudo bem, mas ela sabe também que tudo pode ficar bem, por que ela é forte por que ela conseguiu uma vez e pode conseguir de novo.

Um dia ela vai conseguir olhar nos olhos dele e falar que não quer mais, que consegue ser feliz sem a presença pequena dele. E realmente será.

*Mony


6